Nathalie

Misty Fest

CCB

Quase como pelo mistério das suas origens, o fado surge na vida da Nathalie, que ainda hoje não sabe explicar se o fado a elegeu, ou foi aquela menina de apenas treze anos de idade que elegeu o fado. O que é perfeitamente claro é que a partir do momento em que foi acompanhada pela primeira vez pela guitarra portuguesa, o fado tomou conta da sua voz e dos seus sentidos, nascendo a fadista que começou imediatamente a dar nas vistas pelo timbre brilhante da sua voz, presença de palco, e o sentimento que transmite ao interpretar os mais diversos temas do fado tradicional, transformando-se rapidamente num caso sério de popularidade, entre as comunidades portuguesas dos Estados Unidos da América.
Nathalie Pires é prova de que o fado já era Património da Humanidade, muito antes de ser reconhecido e declarado pela UNESCO em novembro de 2011. Decidida, dedicada e lutadora, negou-se à vida serena para viajar de cidade em cidade, levando a “canção nacional” às mais diversas comunidades e etnias espalhadas por todo o território americano.
Na sua trajetória artística conta com um disco gravado, intitulado Corre-me o Fado nas veias, ao qual foi atribuído o Prémio Lusíada – Melhor Álbum de Fado 2007, dos Artistas Unidos da América. Recebeu vários prémios e reconhecimentos, entre eles, o Prémio Lusíada e o PALCUS Young Portuguese American Promessa Leadership Award, considerado como o mais importante prémio de reconhecimento e honroso das comunidades portuguesas a nível nacional (EUA).
Depois de digressões pelos Estados Unidos e Europa, Nathalie apresentou-se em Lisboa, no festival de fado Caixa Alfama. Ao lado do grande músico de guitarra portuguesa, José Manuel Neto, Nathalie transmitiu emoções. Nathalie foi também convidada do concerto de Carlos do Carmo no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada.
Em 2016, lança em Portugal o seu novo disco, Fado Além, muito apreciado pelo público e pela crítica, alcançando 4 estrelas no jornal Expresso e no Público, entre outros. O lançamento deste álbum deu a Nathalie a oportunidade de se apresentar em Lisboa, no Teatro Tivoli, com Camané como seu convidado especial. Pouco depois, Fado Além ganhou 4 International Portuguese Music Awards, incluindo canção do ano pelo single Chapéu Escuro, fazendo história como a artista com o maior número de IPAMs até à data. É considerada por muitos como a nova “voz” do fado.


Produção | Uguru

9 novembro 2017 | 21:00

M/6
75 min s/ intervalo
Enviar a um Amigo