Temporada Sinfónica e Ópera

Concerto da Páscoa

Orquestra Metropolitana de Lisboa
Coro Sinfónico Lisboa Cantat

CCB

©Joel Santos | www.joelsantos.net

A Paixão Segundo São João, de J. S. Bach, é uma Oratória composta em 1724 que junta à orquestra um coro e quatro cantores solistas na interpretação da mais dramática sequência de episódios que se lê na Bíblia. Comparativamente à Paixão Segundo São Mateus – a única outra Paixão de Bach que nos chegou, e que foi composta alguns anos mais tarde –, é mais comedida na ostentação de recursos. Por entre páginas de grande exaltação, firma-se num registo poderosamente meditativo, denotando uma profunda atenção à essência das palavras. O sofrimento de Jesus precedente à crucificação é o eixo em torno do qual se desenvolve toda a narrativa, desde a prisão no Monte das Oliveiras até ao momento em que o corpo é descido da cruz. A negação de Pedro, a crueldade de Pilatos, a coroa de espinhos e o vinagre… são imagens que, independentemente da fé, nos mergulham em pensamento e comoção. Sem tela nem pincel, a música de J. S. Bach mostra sombras e luzes que só a imaginação alcança.


Orquestra Metropolitana de Lisboa
Coro Sinfónico Lisboa Cantat

Eduarda Melo soprano
Carolina Figueiredo meio-soprano
Marco Alves dos Santos tenor (EVANGELISTA)
Christian Luján baixo (PILATOS)
José Corvelo baixo (JESUS)
Jorge Vaz de Carvalho baixo

Jorge Carvalho Alves maestro do coro
Enrico Onofri direção musical


Programa
Johann Sebastian Bach Paixão Segundo São João, BWV 245

Coprodução | CCB | Metropolitana

25 março 2018 | 17:00

M/6
Enviar a um Amigo