Este evento já decorreu.

Ciclo de Cinema William Shakespeare

Romeu + Julieta

de Baz Luhrmann

Romeu e Julieta - cinema no ccb

Romeu e Julieta

O filme vai ser exibido numa versão digital restaurada, em DCP.

A mais famosa peça de Shakespeare é neste filme transposta para o final do século XX tendo como pano de fundo o ambiente urbano e fervilhante da Califórnia. A rivalidade e o ódio entre as famílias Montague e Capuleto desafiam o amor de Romeu e Julieta, antecipando o desfecho trágico da mais célebre história de amor.

Numa adaptação irreverente, Baz Luhrmann atualiza o enredo e uma série de elementos da peça original, para um ambiente boémio e decadente repleto de referentes contemporâneos, porém, mantendo grande parte da poética e dos diálogos originais de Shakespeare. Luhrmann, consciente de que a história de Romeu e Julieta está já bem enraizada na memória coletiva, percebeu que era possível estilizá-la radicalmente sem que esta perdesse o seu sentido.

Com uma estética muito iconográfica e extravagante contaminada pela vívida cultura americana dos anos 1990, e uma banda sonora pop/rock minuciosamente escolhida para sublinhar vários momentos do filme, a versão de Luhrmann recebeu reações muito díspares. Se para uns causou choque e estranheza, outros defendem que a visão inovadora e inventiva de Lurhmann captura o essencial do espírito da tragédia de Shakespeare, provando a universalidade e versatilidade desta história, que tem no século XX o mesmo impacto que teve no século XVI.

Romeu + Julieta foi amplamente premiado, nomeadamente no Festival de Cinema de Berlim e detém ainda hoje o estatuto de ser a adaptação cinematográfica de Shakespeare mais vista de sempre.



Produção | CCB | Midas Filmes


Ciclo de Cinema William Shakespeare
Uma parceria CCB / Midas Filmes

É já longa a relação do cinema com a obra dramatúrgica de Shakespeare. O ciclo de filmes que agora se apresenta cobre um lapso temporal que vai de 1948, com o Hamlet de Laurence Olivier, um homem do teatro, até ao Romeu e Julieta, de Baz Luhrmann, de 1996, adaptação e releitura contemporânea de uma das histórias de amor mais marcantes da literatura ocidental. Se a questão das adaptações a partir da palavra escrita levanta sempre questões de fidelidade ao texto de partida – neste caso as peças de W. Shakespeare –, os filmes deste ciclo são a demonstração de que cada caso é um caso – uns mais próximos do pathos dos personagens, como nas adaptações de Laurence Olivier, e outros em que a linguagem cinematográfica parece afastar-se do texto original ou, ainda, em que o realizador opta por uma aproximação da linguagem ao universo teatral. No entanto, todos os filmes deste ciclo são a demonstração da genialidade de Shakespeare e testemunho do fascínio que a sua obra continua a exercer noutras artes.

20 maio 2019 | 21:00

M/12
Duração aprox. 2h s/intervalo
Enviar a um Amigo