Este evento já decorreu.

Integrado no Ciclo Hieronymus Bosch

Marie Chouinard - Hieronymus Bosch: O Jardim das Delícias

Foto:Nicolas Ruel | Interprete / Dançarinos: Scott McCabe, Carol Prieur, Sébastien Cossette-Masse, Valeria Galluccio, Megan Walbaum, Paige Culley

Foto:Nicolas Ruel | Interprete / Dançarinos: Scott McCabe, Carol Prieur, Sébastien Cossette-Masse, Valeria Galluccio, Megan Walbaum, Paige Culley

Após um longo percurso iniciado em 1978, em que se dedicou à criação de peças a solo, Marie Chouinard funda, em 1990, a sua companhia. Logo no seu primeiro trabalho, Les Trous du Ciel, de 1991, e no seguinte, de 1993, The Rite of Spring, com música de Stravinski, ficam expostas as preocupações, os interesses e as experiências que irão marcar uma linguagem muito pessoal. Nesta, a representação do corpo humano vai ganhando múltiplas dimensões na sua relação com a dinâmica do gesto, recorrendo ao vídeo, à voz, à poesia visual, a próteses (como em Body-remix / Goldberg-variations, de 2005), à manipulação em tempo real de som e imagem. Chouinard lança mão destas experiências artísticas como hipóteses de descoberta do «paradoxo da vida, na qual a beleza e a violência podem ocorrer ao mesmo tempo». Nesta peça a partir do Jardim das Delícias, de Bosch, Chouinard procede a uma leitura virtuosa da pintura, em que a história da humanidade parece atravessar os corpos dos bailarinos, pondo em evidência o limite da representação figurativa nos movimentos coreográficos.

Espetáculo criado no Theatherfestival Boulevard, em ‘s-Hertogenbosch, na Holanda, a 4 de agosto de 2016 *

Marie Chouinard coreografia, cenografia, vídeo, desenho de luz, figurinos e adereços
Louis Dufort música original
Sébastien Cossette-Masse, Catherine Dagenais-Savard, Valeria Galluccio, Motrya Kozbur, Morgane Le Tiec, Luigi Luna, Scott McCabe, Sacha Ouellette-Deguire, Carol Prieur, Clémentine Schindler interpretação
Jacques-Lee Pelletier maquilhagem
Jimmy Lakatos consultor de vídeo
Sylvain Robert assistente de vídeo

Equipa de produção vídeo (3.º Ato)
Marie Chouinard argumento e realização
Jean-François Gratton fotografia
Miguel Raymond montagem e assistente de realização
Lucie Mongrain interpretação

Isabelle Gauthier, Cédric Lord fabricante de adereços e de elementos de cenografia
Zdravka Tchakaloff produção de figurinos

Sébastien Cossette-Masse, Paige Culley, Valeria Galluccio, Leon Kupferschmid, Morgane Le Tiec, Lucy M. May, Scott McCabe, Sacha Ouellette-Deguire, Carol Prieur, Megan Walbaum bailarinos da estreia mundial *

Uma produção COMPAGNIE MARIE CHOUINARD, em coprodução com a Fundação Jheronimus Bosch 500 (Holanda), que assinala o 500.º aniversário da morte do pintor.

Equipa de digressão
Emmanuelle Bourassa-Beaudoin direção artística em digressão
Martin Coutu tour manager
Jérémie Boucher direção técnica e direção de cena
Jérôme Guilleaume engenheiro de som
Chantal Labonté direção de iluminação

A COMPAGNIE MARIE CHOUINARD gostaria de agradecer ao Conseil des arts et des lettres du Québec, ao Canada Council for the Arts e ao Conseil des arts de Montréal.

 

Face à un chef d’œuvre, le bonheur de s’incliner !
Marie Chouinard
fevereiro 2016 

Produção | CCB




  


18 e 19 maio 2018 | 21:00

M/16
75 min
Enviar a um Amigo