Avançar para o conteúdo principal
A carregar Eventos
Centro de Arquitetura / Garagem Sul
Este evento já decorreu

Datas / horários

19 de junho a 15 de setembro de 2019 Inauguração a 18 de junho, às 19:00

Terça a domingo 10:00 às 18:00

Para além dos materiais que dão forma e aparência a um edifício, há pré-condições físicas que permanecem fundamentais – a sua sustentação como um todo e a capacidade de se manter em pé: tal como os animais têm ossos, cada edifício tem uma estrutura. Os edifícios têm lógicas internas que não são negligenciáveis, a interconexão dos seus materiais e componentes dá-lhes força e, como consequência, essas lógicas impõem formas, padrões, ordens e constrangimentos. Na arquitetura, há uma longa tradição de pensamento que toma a metáfora biomórfica para a estrutura portante, com a construção a tornar-se a anatomia da arquitetura. A ciência, novos materiais e tecnologias têm permitido uma liberdade extra no projeto de edifícios.
Esta exposição examina a atenção dada à estrutura ao serviço da arquitetura, tal como tem vindo a ser desenvolvida por vários projetistas europeus. Serão apresentados trabalhos e métodos de sete arquitetos e engenheiros que permitem refletir sobre princípios, regras, estratégias e métodos de conceção estrutural.

Curador Mario Rinke

Participantes

Bruther, Paris, França
Fascinado pela presença física da estrutura dos edifícios, o atelier Bruther esforça-se por compreender e agir de acordo com as necessidades conceptuais e construtivas de um projeto, ao mesmo tempo que é capaz de fazer concessões que, inesperadamente, conduzem a novas áreas de experimentação e pesquisa. O seu trabalho sugere um delicado equilíbrio entre estratégia e forma, rigor e liberdade, imediatez e evolução, qualidades específicas e genéricas. Esta ambiguidade e fluidez resultam de atribuir à estrutura mais funções além do suporte de cargas: ter um esqueleto característico que permita controlar o espaço. Projetando o futuro de cada programa funcional, os seus projetos geram infraestruturas abertas que se adequam a muitas variações de contexto e a uma grande maleabilidade de usos. Fundado em 2007 por Stéphanie Bru e Alexandre Theriot, o atelier Bruther trabalha nos campos da arquitetura, pesquisa, educação, urbanismo e paisagismo. Stéphanie Bru e Alexandre Theriot dirigem, desde 2007, o seu atelier com escritórios em Paris e Lausanne. Além disso, os dois dedicam-se ao ensino na Suíça, Stéphanie Bru na EPF Lausanne e Alexandre Theriot na ETH Zürich.

Johansen Skovsted, Copenhaga, Dinamarca
O atelier Johansen Skovsted pensa tanto com o olhar do arquiteto como com o de quem constrói, o que permite uma aliança cuidada de processos e materiais de construção com qualidades arquitetónicas fundamentais, através de uma síntese de ideias, técnicas e métodos de fabrico. Esta abordagem vê na estrutura uma parte viva do espaço que produz, ligando componentes legíveis e referenciáveis que contribuem para enfatizar características espácias particulares. Dessa materialidade e ordem subtil emergem padrões que se inscrevem e relacionam com rigor no seu ambiente construído. Johansen Skovsted Arkitekter foi fundado por dois arquitetos, Søren Johansen e Sebastian Skovsted. Ambos estudaram arquitetura na Det Kongelige Danske Kunstakademis Skoler for Arkitektur, Design og Konservering (KADK). Sebastian Skovsted fez também parte dos seus estudos na TU Delft. Complementam a sua atividade ensinando na KADK, no Instituto de Arquitetura e Tecnologia.

Rui Furtado, Porto, Portugal
Com um grande interesse na conceção espacial e no papel dos materiais e estrutura dos edifícios, Rui Furtado dialoga em proximidade com arquitetos nas primeiras fases do desenho de projetos, muitas vezes em fase de concurso, contribuindo com a sua visão pessoal e experiência para o pensamento da obra como um todo integrado. No seu trabalho, pretende que as estruturas evoluam através de um processo de negociação equilibrado que reflita a conceção arquitetónica e seja dela inseparável. Para ele, a estrutura é integradora de todos os aspetos da arquitetura e de todas as disciplinas da construção e, em consequência, é sempre muito específica: a estrutura usa e cria uma linguagem própria de cada espaço. Rui Furtado é administrador da afaconsult, com instalações no Porto e em Lisboa. Licenciou-se em Engenharia Civil na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) em 1982 e cofundou a afaconsult em 1985.

Brandlhuber+, Berlim, Alemanha
Na obra do atelier Brandlhuber+, muitas vezes a estrutura constitui um elemento de interligação na conceção arquitetónica, que por sua vez é fortemente centrada no contexto dado ou, mais exatamente, no tecido construído já existente. A estrutura reforça ou reinterpreta subtilmente o espaço, usando meios mínimos, do que resulta uma intervenção com uma nova qualidade arquitetónica forte e, muitas vezes, surpreendente. O alcance da sua prática cultural vai para além da arquitetura e do urbanismo, levando a politizar questões de propriedade privada e coletiva, economia sustentável e cooperação social. Brandlhuber+, com sede em Berlim, foi fundado em 2006 por Arno Brandlhuber e desenvolve projetos em cooperações abertas e mutáveis. Arno Brandlhuber estudou arquitetura na Technischen Universität Darmstadt, Alemanha, e na Accademia di Belle Arti di Firenze, Itália. Desde 2017, é Professor Associado de Arquitetura e Design na ETH Zürich, Suíça.

6a architects, Londres, Reino Unido
No trabalho do atelier 6a architects, a estrutura tem um significado amplo e reflete a ordem e a disposição dos elementos arquitetónicos. Combinando as qualidades intrínsecas dos materiais e a profundidade da luz natural, com um forte sentido de atmosfera e qualidade táctil, o atelier com sede em Londres procura sempre ampliar as relações presentes num dado contexto. Por conseguinte, os elementos portadores de cargas são desenvolvidos sobretudo a partir do interior, concebidos com grande variedade e decorrentes das qualidades intrínsecas dos espaços dados ou imaginados: padrões, superfícies, materialidade, luz. O atelier 6a architects foi fundado por Tom Emerson e Stephanie Macdonald em 2001. Stephanie Macdonald estudou no Portsmouth College of Art and Architecture da Mackintosh School of Architecture, no Royal College of Art e na London Metropolitan University; Tom Emerson estudou arquitetura na University of Bath, do Royal College of Art, e na University of Cambridge. Desde 2010, é Professor de Arquitetura na ETH Zürich.

ingegneri pedrazzini guidotti, Lugano, Suíça
Ciente da importância de estruturas de alta qualidade dotadas de uma forte presença estética, o atelier ingegneri pedrazzini guidotti procura elevar o significado da estrutura dos seus edifícios. A partir de princípios estruturais ou de importantes referências históricas, mas sem perder de vista a funcionalidade e durabilidade do espaço arquitetónico, contribui com uma linguagem formal forte a uma escala inusual, definindo assim uma expressão geral característica e uma clareza da conceção. Para este atelier de engenharia de Lugano, a estrutura combina a curiosidade e visão dos engenheiros com a coerência e robustez no espaço arquitetónico. O atelier ingegneri pedrazzini guidotti foi fundado em 2012 por Andrea Pedrazzini, Eugenio Pedrazzini e Roberto Guidotti. Andrea Pedrazzini e o irmão, Eugenio Pedrazzini, estudaram Engenharia Civil na ETH Zürich, ao passo que Roberto Guidotti estudou na Scuola universitaria professionale della Svizzera italiana, em Lugano, e na EPF de Lausanne, onde também se doutorou com o professor Aurelio Muttoni. Todos se dedicam ao ensino na área das estruturas em diferentes escolas de arquitetura da Suíça.

Alejandro Bernabeu, Madrid, Espanha
Dotado de uma extraordinária compreensão das necessidades e possibilidades estruturais, bem como de curiosidade e paixão, Alejandro Bernabeu considera as estruturas como componentes singulares e rigorosas do espaço arquitetónico. As suas conceções vão das composições hierárquicas lúdicas às regulares, sempre com subtil complexidade e profundidade. Num processo intelectual de desenvolvimento das regras, dependências e otimização subjacentes à sua conceção, as estruturas de Bernabeu constituem um estrato de significado coerente e autónomo no âmbito de cada edifício. Alejandro Bernabeu fundou a consultora de engenharia Bernabeu Ingenieros em 2014. Estudou Engenharia Civil na Universidad Politécnica de Madrid (UPM) e na École Nationale des Ponts et Chaussées. Doutorou-se na UPM em 2008 e é, desde 2007, professor na ETSAM, em Madrid.

Produção

CCB/Garagem Sul

contactos

garagemsul@ccb.pt

213 612 614/5

Preços e Descontos

Descontos

50% estudantes
50% membros da Ordem dos Arquitectos
50% maiores de 65 anos
_

ENTRADA LIVRE
Cartão Amigo CCB
Menores de 18 anos
Desempregados

Definições de Cookies

O CCB pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.
Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.