Avançar para o conteúdo principal

O que procura?

Aceda ao myCCB

Esqueceu a sua password?

Clique Aqui
A carregar Eventos
1H30
Este evento já decorreu

Datas / horários

Evento disponível online

Acabaram-se as Belas-Artes! Vivemos o ano de 1968 em França, chega de copiar, vamos inventar! Qual é o rumo? Veremos… Há múltiplas direções, e os cruzamentos são perigosos. Não importa, os arquitetos são jovens e estão envolvidos. Mas negar-se como arquiteto «tradicional» não é a rejeição completa da arquitetura. Pelo contrário, será através do regresso ao projeto e à redescoberta da sua história que esta geração alcançará, rapidamente, um lugar de destaque. Apesar de se construir a partir da rejeição, nenhuma geração pode cristalizar-se sem criar um ideal e procurar transmitir algumas referências e representações partilhadas.

Sobre Jean-Louis Violeau

Jean-Louis Violeau é sociólogo e professor na École Nationale Supérieure d’Architecture de Nantes e docente na École Urbaine de Sciences Po de Paris. É membro dos Conselhos de Redação das revistas Place Publique e Urbanisme. Colabora regularmente com as revistas L’Architecture d’Aujourd’hui, AMC-Le Moniteur Architecture e D’architectures. É responsável pelo comissariado coletivo da exposição Les années 68 et l’enseignement de l’architecture que abrirá as suas portas, em maio de 2018, na Cité de l’Architecture et du Patrimoine, em Paris. Contribuiu para duas manifestações que decorreram no âmbito da Bienal de Arquitetura de Veneza de 2014, Radical Pedagogies e o catálogo do Pavilhão francês. Está a preparar, para a primavera de 2018, uma obra sobre os anos do maio de 1968, em Les Halles (De la contre-culture à la culture parallèle), e terminou recentemente a coordenação da tradução de uma antologia da revista Utopie. Texts and Projects. 1967-1978, apoiada pelas editoras Semiotext(e) e MIT Press. A sua tese sobre Les architectes et mai 68 foi publicada, em 2005, pela editora Recherches, herdeira remota da revista epónima lançada sob a égide de Félix Guattari e do CERFI. A sequela, Les architectes et mai 81, foi publicada, em 2011, na mesma editora.

Idades

Maiores de 12 anos

Definições de Cookies

O CCB pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.