Avançar para o conteúdo principal

O que procura?

Aceda ao myCCB

Esqueceu a sua password?

Clique Aqui
A carregar Eventos
Fábrica das Artes
25h (12h síncronas + 13 h assíncronas)
Este evento já decorreu

Datas / horários

19, 21, 26 e 28 novembro, 2020 18:30 às 21:30 (quintas-feiras) / 10:00 às 13:00 (sábados)

Ambiente

Formação

Ilustração

Literatura

Online

Com Margarida Botelho, a partir da história A Tartaruga e o Menino do Mar, vamos pensar na ilustração sequencial e no livro-cenário como ferramentas para construir histórias sobre a nossa relação com o mar. Iremos aprofundar temas como ecossistemas marinhos, proteção dos oceanos, ecologia, esperança, adversidade e superação, ilhas e sonhos. Nesta formação de exploração plástica vamos transformar palavras e intenções em desenho 2D e 3D. A partir de uma ideia coletiva vamos criar uma história e construir um livro que será também um cenário. Das páginas de papel nascerá o espaço interior e exterior desta história. No final, teremos um objeto surpresa que será também uma proposta lúdica para mergulharmos com os nossos personagens e ações.

Com Ana Sofia Paiva, a partir do conceito visual de monomito, de Joseph Campbell, iremos mapear a nossa história e os seus múltiplos caminhos. Será preciso escutá-la de novo, conversar sobre ela, colocar-lhe perguntas. Navegar em ideias para aprofundar sentidos. Que história é esta de um menino oferecido ao mar, de uma tartaruga que fala, de um reino submerso habitado por seres encantados? Em que águas se cruzam ciência e ficção? Que mistérios encerra, afinal, o grande coração aquático que se enlaça e nos torna a todos irmãos? Os contos populares conferem um imenso poder transformador a quem os escuta; fornecem pistas de sobrevivência, são autênticos «mapas codificados para orientação numa realidade por vezes difícil», escreve Maria Teresa Meireles. Guiados pelo condão mágico de ouvir e contar, vamos mergulhar para conhecer, conhecer para proteger – e regressar à tona mais capazes de refazer o nosso próprio caminho de volta ao mar.

 

«You enter the forest at the darkest point, where there is no path. Where there is a way or path, it is someone else’s path (…) The idea is to find your own pathway.»
Joseph Campbell, Pathways to Bliss

Programa inserido no Ciclo No Fundo Portugal é Mar

Fotografia (c)Áthila Bertoncini

 

Nada escapa ao mar em Portugal. Da geologia ao clima, do passado ao futuro, dos sonhos aos medos, o mar é afinal o quê? Ele é o fundo, os peixes, a vida, as ondas, os vulcões, a solidão e o espaço imenso. Ele é também o covil de abjeções inconfessáveis e de maravilhas ondulantes; de mistérios e abusos, descobertas e ganâncias, e de todos os possíveis para além dos impossíveis. Ele é o mais frágil, imenso e desconhecido para o comum dos mortais. Nada em Portugal escapa ao mar. Distantes mas fascinados pelo mar, desejosos e ressentidos dele ao mesmo tempo, agora vamos passar a tê-lo em nós de outro modo, mais vasto e mais exigente.
Esta programação fala-nos disso. Dessa mudança e das exigências que ela faz a uma cidadania culta e ativa para o mar. Esta programação é um convite ao mar, lançado aos públicos de todas as infâncias que queiram mergulhar nestas propostas artísticas, mas também científicas e ambientais. Um convite por onde se gere entusiasmo e curiosidade, cultura marítima de agora e do futuro, e um novo empenho ativo e emotivo sobre o mar maior que irá ser.
Esta programação gira em torno da reposição da exposição No Fundo Portugal É Mar. Com base em imagens cedidas pela Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC), captadas pelo ROV Luso, um robô telecomandado que desce a seis mil metros de profundidade, e por uma equipa de mergulhadores, deslocamo-nos entre a revelação dos fundos marinhos, o imenso absurdo do lixo plástico que o mar nos devolve. Os sentidos desta exposição desdobram-se para o encontro do Mar com as Artes (teatro, música, histórias e ilustração), com múltiplos formatos: espetáculos, oficinas, palestras, visitas guiadas e formações. Estas propostas acordam-nos para a beleza e o amor, para a vida da terra e o mar na cidade dos homens, na sua história, nas forças políticas que se afrontam. O futuro é uma escolha que está para ser feita, tal como um rumo, um horizonte, uma nave largada no mar.

O Ciclo No Fundo Portugal é Mar resulta de uma parceria entre a Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC) e o Centro Cultural de Belém (CCB/Fábrica das Artes).

Marcações

fabricadasartes@ccb.pt

Idades

Adultos

Ficha Técnica

Com Ana Sofia Paiva e Margarida Botelho

Produção
CCB/Fábrica das Artes

Preços e Descontos

Apoios

Apoio

Parceria

Definições de Cookies

O CCB pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.