Música de Câmara

Camerata Nov’Arte

Luís Carvalho © Susana Neves

Luís Carvalho © Susana Neves

Mahler foi um grande inovador na arte da orquestração do seu tempo, e é precisamente essa sua curiosidade, essa sua procura pela originalidade tímbrica que se pretende transportar para os nossos dias. Sonoridades tão pouco habituais à música do Romantismo como o acordeão, o saxofone, o clarinete-contrabaixo ou as mais variadas percussões são aqui utilizadas para criar ambientes sonoros mais modernos, e dar maior riqueza ao discurso musical, recuperando uma obra deixada incompleta por Mahler, a sua 10.ª Sinfonia, através de uma abordagem que pode considerar-se pós-moderna.
A presente “reinvenção dos esboços” deixados por Mahler para a Sinfonia n.º 10 em Fá bemol maior foi realizada entre 2011 e 2012, impulsionada pelas comemorações do jubileu do compositor (150 anos do nascimento e 100 anos da morte), tendo sido pensada de raiz para um grande ensemble de 21 instrumentistas, praticamente todos solistas.


Luís Carvalho direção musical

Gustav Mahler Sinfonia n.º 10, em Fá bemol maior (Reinvenção dos esboços para grande ensemble por Luís Carvalho)

 

Produção| CCB


 
PATROCINADOR PRINCIPAL

APOIOS

28 outubro 2017 | 21:00

M/6
75 min
Enviar a um Amigo