Este evento já decorreu.

Camané

Há Fado no Cais

Camané ©Arlindo Camacho

Camané ©Arlindo Camacho

Não há intérprete mais unanimemente considerado no fado atual do que Camané.
Numa voz que vai à frente a largar as palavras, a deixá-las pousar no sítio certo, procura, através da repetição, os momentos únicos, aqueles em que o fado acontece, com uma preocupação extrema com as nuances da interpretação. Camané respira autenticidade e facilmente se transcende: saem-lhe lágrimas da garganta quando fala de tristeza e desenha-se uma nuvem de rancor quando fala de ciúme.
Ele sabe dar uma dimensão maior que a imaginada às palavras que interpreta. Emoção. Tradição enriquecida com a dose certa de risco. Versatilidade. Tudo isto faz parte da sua personalidade artística. Camané alcançou um patamar raro para um intérprete português: gravação regular de discos, digressões nacionais e internacionais, atribuição regular de prémios, reconhecimento consensual dentro e fora da comunidade artística como um dos expoentes deste património universal, a par de uma carreira internacional nos circuitos da world music.

José Manuel Neto guitarra portuguesa
Carlos Manuel Neto viola
Paulo Paz contrabaixo


Coprodução | CCB | Egeac | Museu do Fado


11 e 12 outubro 2018 | 21:00

M/6
Enviar a um Amigo