Este evento já decorreu.

CCB de Verão – Cinema Ao Ar Livre

Sextas-feiras | 21:30 | Uma Praça no Verão | Entrada Livre

CCB

Cinema Murray Grigor

O Fundo do Ar é Vermelho

Nascidos em 68

Desdobrável Julho, Agosto, setembro aqui



Projeção de vídeo em formato DVD

CICLO MURRAY GRIGOR
Murray Grigor é um realizador escocês cuja produção cinematográfica tem privilegiado a arquitetura como protagonista. Entre séries televisivas, documentários e filmes promocionais, as suas obras dialogam com nomes maiores da arquitetura, desde Charles Rennie Mackintosh a John Lautner, passando por Robert Adams e Frank Lloyd Wright. Tendo como cenário Uma Praça no Verão, os seus filmes irão trazer arquitetura aos ecrãs do CCB.

Filmes falados em inglês sem legendas em português.


13 julho 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30
INFINITE SPACE: THE ARCHITECTURE OF JOHN LAUTNER (2008)
91 minutos

Este documentário retrata a obra de John Lautner, na sua busca por uma «arquitetura que não tem princípio nem fim».  Esta é a história de uma vida brilhante e complicada, e da arquitetura mais sensual do século XX. Frank Lloyd Wright alegou que John Lautner, seu aprendiz, era o segundo melhor arquiteto do mundo – não há dúvida de quem ele achava ser o primeiro. Hoje, Lautner é visto por muitos como a ligação perdida entre Wright e Frank Gehry.
O realizador estará presente na sessão.

27 julho 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30
SEAN CONNERY’S EDINBURGH (1983)
29 minutos

Ninguém melhor para promover a extraordinária cidade de Edimburgo, «que parece ter sido construída como cenário de um filme», do que um dos seus filhos mais famosos, Sir Sean Connery, cujo primeiro trabalho foi distribuir leite, numa carroça, entre a cidade velha medieval e a clássica cidade nova de Edimburgo. Este filme, patrocinado pelo Conselho Distrital da Cidade de Edimburgo em 1983, é dirigido à indústria turística e foi distribuído pela British Tourist Authority.

+

THE HAND OF ADAM (1975)
34 minutos

Realizado para celebrar o Ano Europeu do Património Arquitetónico, este documentário contém um estudo pormenorizado das obras arquitetónicas de Robert Adam, arquiteto escocês do século XVIII. Os seus desenhos inspiravam-se na Roma e Grécia Antigas, formas que o arquiteto estudou durante vários anos em Itália. O narrador, que acompanhou Adam no seu Grand Tour, era um dos maiores admiradores deste arquiteto que, no século XVIII, tinha a alcunha de «Bob the Roman».

____

10 agosto 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30
THE ARCHITECTURE OF FRANK LLOYD WRIGHT (1983)
74 minutos

Uma investigação abrangente em torno da vida e obra de Frank Lloyd Wright, desde os anos de aprendizagem com Louis Sullivan em Chicago aos seus últimos dias em Taliesin, Wisconsin. O filme inclui sequências em que o arquiteto reflete sobre o seu próprio trabalho e os princípios que o orientaram, combinando uma fotografia inspirada com a utilização imaginativa de pormenores de época para mostrar os edifícios que ainda hoje continuam a suscitar admiração. O narrador é Anne Baxter, neta do arquiteto.

____

24 agosto 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30
SIR JOHN SOANE: AN ENGLISH ARCHITECT, AN AMERICAN LEGACY (2005)
62 minutos

Toda a grande arte dialoga com o passado. A arquitetura não é exceção como mostra este filme na sua pesquisa do legado de Sir John Soane (1753-1837), arquiteto inglês de raro génio, que teve uma profunda influência numa geração de arquitetos americanos. Este filme debruça-se sobre a influência da antiguidade no trabalho de Sir John Soane, acompanhando a sua viagem a Roma e à Sicília, e os modos como a sua formação clássica contribuiu para libertar os arquitetos americanos das conceções do Modernismo.

+

IN SEARCH FOR CLARITY (1995)
45 minutos

O primeiro edifício de Charles Gwathmey foi a casa cubo que construiu para os seus pais em Long Island, Nova Iorque. Neste filme, Philip Johnson descreve-a como dando uma nova vida dada ao prisma puro de Le Corbusier. Gwathmety também projetou edifícios para Steven Spielberg. O filme termina com a controvérsia em torno da torre com que Gwathmey ampliou o Museu Guggenheim de Frank Lloyd Wright.

____

7 setembro 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30
CUMBERNAULD (1977)
45 minutos

Um filme de ficção ao estilo 007 em torno dos planos de uma vilã que quer tomar de assalto a Cidade Nova de Cumbernauld. Patrocinado pela Sociedade de Desenvolvimento de Cumbernauld, este filme apresenta-se como uma abordagem nova aos filmes «promocionais» produzidos para as Cidades Novas da Escócia na década de 1970. Para além de uma mera promoção, há uma cena de perseguição que, numa sequência frenética, permite revelar a circulação na estrutura central da cidade. Nos anos 1960, a megaestrutura de Cumbernauld recebeu o primeiro American Reynold's Award, para «o melhor exemplo de arquitetura comunitária no mundo». Apenas uma década depois partes desta megaestrutura foram demolidas.

+

SPACE AND LIGHT (1972) + SPACE AND LIGHT REVISITED (2009) 
20 minutos

Um filme assombroso que revisita o edifício do Seminário de St. Peter em Cardross, na Escócia, abandonado por muitos anos. Uma obra-prima modernista dos arquitetos escoceses Gillespie Kidd e Coia, cujo desenho se inspirou tanto na arquitetura de Le Corbusier como na tradição escocesa de Mackintosh.

+

TURN END: THE ARCHITECTURE OF PETER ALDINGTON (2017)
48 minutos

Uma história sobre o desenho de três casas (The Turn, Middle Turn, Turn End) e um jardim, e como a sua arquitetura reflete as caraterísticas únicas de Haddenham, uma antiga vila inglesa. Com introdução de Richard Murphy, arquiteto e proprietário da Turn End Trust e entrevistas com Peter Aldington e o jardineiro da Turn End, Jackie Hunt. E contribuições dos primeiros clientes de Peter, Michael e Celia White, e Alan Rose, do Museu Haddenham Trust.
_______


CICLO SOBRE O MAIO DE 68
O Maio de 68 iniciou-se com greves e contestações dos estudantes universitários com a ocupação de universidades que se revoltava contra uma sociedade conservadora, pondo em causa um modo de vida. O conflito ganhou maiores proporções com a repressão policial, levando os sindicatos e operários a aderirem ao movimento e paralisando toda a atividade laboral, com cerca de dez milhões de trabalhadores grevistas. Paris tornou-se o epicentro dessas lutas, com barricadas e carros incendiados. As ondas de choque da contestação alastraram pelo país. A juventude reclamava liberdade e sonhava com uma nova vida. O poder político foi abalado. O sonho da revolução durou pouco, mas a sociedade francesa mudara para sempre e os efeitos dessas mudanças repercutiram-se noutros pontos do mundo.

Todos os filmes são falados em francês.


20 julho 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30 | M/16
OS AMANTES REGULARES (2005)
De Philippe Garrel
3 horas

François tem 20 anos em Maio de 1968. Há cargas policiais sobre as barricadas construídas pelos jovens. É aí que pela primeira vez François se cruza com Lilie, uma bela rapariga. François escreve, é um poeta não publicado. O desejo de revolução é forte, mas mais forte ainda é o amor que vai nascer entre François e Lilie...

____


3 agosto 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30 | M/16
NASCIDOS EM 68 (2008)
De Olivier Ducastel e Jacques Martineau
2h50 | Sem legendas em português

Em 1968, os estudantes Catherine, Yves e Hervé têm 20 anos de idade. A revolução de Maio altera por completo as suas vidas. Tomados de um sentimento comum, mudam-se com alguns amigos para uma quinta abandonada, para viverem a experiência da comunidade. O desejo de liberdade e os objetivos de cada um leva o grupo a fazer escolhas que acabam por separá-los. Em 1989, os filhos de Catherine e Yves são jovens adultos e confrontam-se com um mundo que mudou profundamente: com o fim do comunismo e das utopias, a herança de luta da geração que os precedeu deve ser resgatada.

____

17 agosto 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30 | M/16
O FUNDO DO AR É VERMELHO (1977)
De Chris Marker
2h10 | [O documentário não será exibido na sua totalidade] | Sem legendas em português

As esperanças e as deceções suscitadas pelos movimentos revolucionários de 1968 no mundo inteiro. Do regime chinês ao cubano, passando pela Primavera de Praga, até os movimentos estudantis e operários franceses. Chris Marker mostra-nos que não se pode simplificar o que nada tem de simples: as manifestações populares, os movimentos da política, os rumos incertos da História e da sociedade.

____

31 agosto 2018 | Uma Praça no Verão | 21:30 | M/16
DEPOIS DE MAIO (2012)
De Olivier Assayas
2h

Região de Paris, início da década de 1970. Gilles é um jovem estudante imerso na atmosfera criativa e política da época ainda sob as influências de Maio de 68. Como os seus colegas, ele está dividido entre o investimento radical na luta política e a realização de desejos pessoais. Entre descobertas amorosas e artísticas, vai ser obrigado a tomar decisões.


13 de julho a 7 de setembro

Praça CCB
Enviar a um Amigo