Avançar para o conteúdo principal

O que procura?

Aceda ao myCCB

Esqueceu a sua password?

Clique Aqui
A carregar Eventos
No CCB
Duração aprox. 1h30 min.
Este evento já decorreu

Datas / horários

16 janeiro a 27 de março 11:30

Debate

História

Na sequência do agravamento da pandemia em Portugal, este ciclo foi adiado para data a anunciar brevemente.

Para mais informações entre em contato com a nossa bilheteira através do e-mail bilheteiraccb@ccb.pt ou pelo número de telefone 213 612 400 ( entre as 13:00 e as 19:00).

Muito obrigado pela compreensão.

Consulte a política de reembolso e devolução de bilhetes

Fernando António Baptista Pereira / Historiador de Arte, Museólogo e Presidente da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa

As quatro sessões relativas aos séculos XV a XVIII procuram centrar-se nalgumas das grandes transformações verificadas nos diferentes géneros da Pintura Europeia, do Renascimento aos alvores do Romantismo, a partir do estudo e confronto entre grandes figuras artísticas do contexto internacional e de algumas personalidades nacionais que com elas puderam em algum momento ombrear.
Começando por abordar, na primeira sessão, a reinvenção do retrato – primeiro género de vocação profana – logo nas décadas iniciais da experiência quatrocentista flamenga (um «renascimento sem antiguidade» no dizer de Panofsky) e da sua extraordinária extensão portuguesa na obra atribuída a Nuno Gonçalves, passamos, na segunda sessão, a interrogar as relações entre a Antiguidade e o Renascimento na Itália, guiados pelo exemplo artístico de Leonardo e de alguns seus contemporâneos e pelas reflexões escritas e gráficas de Francisco de Holanda.
A terceira sessão procura por em confronto diferentes modos de realização da Pintura Barroca seiscentista, em praticamente todos os seus géneros, num diálogo Sul-Norte, em que procuraremos salientar afinidades e divergências, solidariedades e contrapontos entre quatro grandes mestres e seus contextos: Caravaggio, Rubens, Velázquez e Rembrandt.
A quarta e última sessão centra-se num outro género, o da Paisagem, durante o século XVIII, tendo como ponto de partida os mestres vedutistas venezianos, passando pela renovação inglesa ou francesa, tanto na captação do movimento e da luz como na expressão do sublime, e culminando com as paisagens metafísicas pré-românticas de Friedrich.

HISTÓRIA DA ARTE DA ÉPOCA MODERNA (SÉCULOS XV A XVIII)

16 de janeiro de 2021
De Jan Van Eyck a Nuno Gonçalves. A invenção do retrato entre a identidade individual e a missão coletiva.

23 de janeiro de 2021
De Leonardo a Francisco De Holanda. O Renascimento como assimilação e superação da Antiguidade.

30 de janeiro de 2021
Caravaggio, Rubens, Velázquez E Rembrandt – Barroco do Sul e Barroco do Norte em diálogo.

13 de fevereiro de 2021
De Canaletto a Caspar David Friedrich – Do Vedutismo às Paisagens da Alma.

Raquel Henriques da Silva / Professora associada do Departamento de História de Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa

Século XIX

20 de fevereiro / TEMPOS CONTURBADOS: ENTRE 1807 E 1834
Mudança da Corte de Lisboa para o Rio de Janeiro. Invasões francesas. A Revolução de 1820, a Independência do Brasil e a Guerra Civil.
A pintura de Domingos António Sequeira: um artista «na mudança dos tempos».
O projeto do Real Palácio da Ajuda: um palácio à espera de rei.

27 de fevereiro / A EXTINÇÃO DOS CONVENTOS: UM CHOQUE PATRIMONIALISTA
O jogo das contradições; destruir e salvar. O nascimento dos monumentos pátrios.
O caso do restauro do Mosteiro dos Jerónimos: a invenção do Neo-Manuelino.
Os valores da arquitetura romântica: o Palácio da Pena.
Os pintores ao serviço do Povo: Cinco artistas em Sintra.

6 de março  / PERCURSOS DE MODERNIDADE ATRAVÉS DA PINTURA E DE UMA ESCULTURA
Celebração do povo rural: as imagens de José Malhoa.
Celebração dos intelectuais e citadinos: as imagens de Columbano Bordalo Pinheiro.
A pujança das «artes menores»: a obra de Rafael Bordalo Pinheiro.
Particularidades portuenses: o Desterrado de António Soares dos reis e o anti-naturalismo de António Carneiro.

 

Joana Cunha Leal / Professora Auxiliar no Departamento de História da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa

Século XX

13, 20 e 27 março
Nestas sessões, analisam-se questões transversais da produção artística ao longo do século XX: da centralidade da abstração na história do modernismo e das tentativas da sua superação (13 de março), aos vários meios e modos de permanência da representação (20 de março). A sessão de 27 de março analisa práticas artísticas que vão da criação de objetos às questões da desmaterialização da arte. O caminho a percorrer implica o reconhecimento de que o artístico não é um domínio isolado, mas antes impregnado da matéria do mundo.

© CRÉDITOS FOTOGRÁFICOS
António Soares dos Reis (1847-1889)
O Desterrado
1812
Museu Nacional de Soares dos Reis
Fotografia José Pessoa, 2001
Direção-Geral do Património Cultural / Arquivo de Documentação Fotográfica

Idades

Maiores de 6 anos

Produção
CCB

Preços e Descontos

Sugerimos-lhe também

Definições de Cookies

O CCB pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.