Música de Câmara

Concerto Campestre

Concerto Dia Mundial da Música

CCB

«Nenhuma casa real na Europa era então tão musical como a de Portugal», declarava em 1772 Nathaniel Wraxall, argumentando saber que «o próprio D. José I tocava com considerável competência violino; e as três princesas suas filhas todas eram mais ou menos habilitadas em diferentes instrumentos.» A mais velha destas princesas viria a tornar-se D. Maria I, cujo reinado deixou de parte as grandes produções de ópera públicas e preferiu dramas musicais realizados nas salas dos palácios, nos dias onomásticos e de aniversário dos principais membros da família real. É por isso surpreendente esta pequena ópera que o Concerto Campestre traz ao CCB. Composta em 1778 por João de Sousa Carvalho, um dos mais importantes compositores portugueses de todos os tempos, Angélica foi a primeira serenata realizada por este compositor ao serviço da corte de D. Maria, por sinal dedicada à sua irmã, Maria Benedita e executada no Palácio Nacional da Ajuda e no Palácio de Queluz. Baseada num libreto de Pietro Metastasio, conta a história de como Angelica jurou o seu amor ao poderoso Orlando para acalmar os seus ciúmes e assim poder fugir com o seu amado Medoro.


Concerto Campestre
Pedro Castro direção musical

João de Sousa Carvalho Angélica, Serenata de 1778

Joana Seara soprano
Giuseppina Bridelli meio-soprano
Fernando Guimarães tenor
Maria Luísa Tavares meio-soprano
Sandra Medeiros soprano



Produção | CCB

1 Outubro 2017 | 17:00

M/6
Enviar a um Amigo