CCB
CCB

Imprensa

Transmissão em diferido da Royal Opera House

A Bela Adormecida

CCB • 6 fevereiro • quinta-feira • 20h00 • Grande Auditório

CCB

 

ELENCO

Rei Florestan XXIV Christopher Saunders

Sua Rainha Elizabeth McGorian

Princesa Aurora Lauren Cuthbertson

Príncipe Florimund Federico Bonelli

Cattalabutte, o mestre de cerimónias  Bennet Gartside

Carabosse Kristen McNally

Fada Lilás Fumi Kaneko

Fada da Fonte de Cristal Romany Pajdak

Fada do Jardim Encantado Mayara Magri

Fada da Felicidade do Bosque Claire Calvert

Fada da Canção do Pássaro Anna Rose O’Sullivan

Fada da Vinha Dourada Yuhui Choe

Príncipe Inglês Gary Avis

Príncipe Francês Nicol Edmonds

Príncipe Indiano David Donnelly

Príncipe Russo Thomas Whitehead

A Condessa Christina Arestis

Florestan e suas irmãs James Hay, Mayara Magri, Anna Rose O’sullivan

Gato das Botas e o Gato Branco Paul Kay, Leticia Stock

Princesa Florine e o Pássaro Azul Yasmine Naghdi, Matthew Ball

Capuchinho Vermelho e o Lobo Mau Romany Pajdak, Nicol Edmonds

O rei Florestan XXIV e a sua rainha convidaram todas as fadas para o batizado da filha, a princesa Aurora. A cerimónia é interrompida pela chegada de Carabosse, a Fada Má. Furiosa por não ter sido convidada, dá uma roca a Aurora e diz que, um dia, a princesa picará o dedo nela e morrerá. A Fada Lilás promete que Aurora não morrerá, mas cairá num sono profundo, do qual acordará com o beijo de um príncipe.

 

 

Esta produção de A Bela Adormecida tem encantado o público em Covent Garden desde 1946. Um clássico do bailado russo, ajudou a instalar o Royal Ballet na sua nova casa depois da Segunda Guerra Mundial e a consagrar a companhia em todo o mundo. Sessenta anos depois, em 2006, a encenação original foi retomada, voltando a trazer para o palco a magnífica encenação e a cenografia glamorosa de Oliver Messel. A partitura encantadora de Pyotr Ilyich Tchaikovsky e a coreografia original de Marius Petipa combinam-se maravilhosamente com secções criadas para o Royal Ballet por Frederick Ashton, Anthony Dowell e Christopher Wheeldon. O bailado irá certamente enfeitiçar todos aqueles que o vejam.

Contamos com a vossa colaboração na divulgação desta transmissão, em diferido, da Royal Opera House.