Este evento já decorreu.

Festival 10 anos de Caos

Caótica filmes

António-Pedro

CCB

Caótica Filmes

Misturado ou puro, o cinema sempre fez parte do ADN da Caótica. Numa seleção especial para a Fábrica das Artes, realizar-se-ão sessões contínuas com alguns dos documentários, curtas-metragens e telediscos realizados por António-Pedro ou coletivamente (em oficinas de cinema e música), entre 2009 e 2019.

 

Filme Aperitivo (2009)

de António-Pedro e Rita Figueirêdo
com António-Pedro e Filipe Rocha
Buster-Pedro e Buster-Rocha estão atrasados para o filme-concerto de "Sherlock Jr.", de Buster Keaton. Será que vão chegar a tempo?

ficção, 7 min, P&B, mudo, intertítulos em português
Coprodução Festival IndieLisboa

 

Pequeno Grande C (2014)

de António-Pedro
O concurso Pequeno Grande © pôs centenas de crianças a criar em conjunto muitos livros. Este filme é uma conversa com estes pequenos autores sobre os seus processos criativos.

Documentário, 15 min, cor
Coprodução Fundação Calouste Gulbenkian

 

Truz truz (2016)

de António-Pedro
com Margarida Mestre e António-Pedro
Teledisco da canção "Truz Truz", integrada no audio-livroaudiolivro "Poemas para Bocas Pequenas". "À morte ninguém escapa, nem o rei nem o papa, mas escapo eu! Compro uma panela..."

videoclip, 3 min, cor

 

Boleia (2018)

realização coletiva na oficina "Do Filme à Música"
com Maria Rei e Zé Pitó
Pitó, reformado que emigrou a salto nos anos 60, dá boleia a Maria, que vai para França estudar dança. Entre a viagem para o futuro e a viagem ao passado, vai-se formando uma amizade entre estes dois emigrantes.

doc./ficção, 15 min, cor
Coprodução ProjectoProjeto Odisseia/Partis, Artemrede

 

Sede (2012)

realização coletiva na oficina "Do Filme à Música"
Na Serra de Montemuro há lobos e há um, enorme, que vem em direcçãodireção à aldeia de Campo Benfeito. Será que vai acabar por comer alguém?

ficção, 14 min, cor
Coprodução Teatro Regional da Serra de Montemuro, Festival Altitudes

 

King Pai (2011)

de António-Pedro
com Miguel Antunes
À porta de uma tenda de feira, Rudolfo, o domador, apresenta-nos a sua fera de ternura, capaz de pegar ao colo um adulto e embalá-lo como se fora seu filho. Um a um, os espectadores entram para alguns minutos a sós com o campeão da meiguiçemeiguice, o rei dos pais, o King Pai!
a A partir do espetáculo homónimo de Caroline Bergeron

doc./ficção, 19 min, cor


Apoio
Logótipos - Caótica, DG Artes, Câmara Municipal de Lisboa, Ministério da Cultura
 
Logótipo - Goliardos
24 outubro a 2 novembro, 10h00 às 13h00 e 14h30 às 18h00
Espaço Fábrica das Artes
Para todos
Enviar a um Amigo