Este evento já decorreu.

D7 - Ars Melancholiae: Sir Henry Umpton his consort

Accademia Del Piacere  ©Oscar Romero

Accademia Del Piacere ©Oscar Romero

Fahmi Alqhai ©Javier Diaz de Luna

Accademia Del Piacere
  Fahmi Alqhai viola da gamba soprano e direção musical
  Alejandro Marías viola da gamba baixo
  Johanna Rose viola da gamba tenor
  Alfredo Barrales viola da gamba baixo
  Rami Alqhai violone
  Miguel Rincón alaúde
  Daniel Garay percussão

Composições de John Dowland (1563-1626):
Lachrimae Antiquae
Lachrimae Antiquae Novae
The King of Denmark’s Galliard
Lachrimae Gementes
Lachrimae Tristes
Captaine Piper his Galliard
Lachrimae Coactae
Lachrimae Amantis
M. Nicho. Gryffith his Galliard
Lachrimae Verae
M. Giles Hoby his Galliard
Sir Henry Umpton’s Funerall

Se visitarmos a Sala 2 da National Portrait Gallery, em Londres, seremos surpreendidos com um enorme painel que retrata diacronicamente, em várias cenas, a vida do nobre diplomata inglês da época de Shakespeare – na verdade, apenas sete anos mais velho que o dramaturgo: Henry Umpton, ou Unton (o seu nome escrevia-se de várias formas), parlamentar e embaixador inglês em França. Entre os momentos da sua vida que a sua viúva quis destacar quando encomendou a pintura a propósito da sua morte, dois chamam a atenção de qualquer músico: a representação de uma máscara dedicada a Mercúrio e Diana, em que bailarinos e um grupo variado de instrumentos intervêm – um broken consort –; e uma cena familiar em que cinco pessoas, incluindo crianças, tocam violas da gamba de diferentes tamanhos, formando o que poderíamos chamar de um consort.
De facto, a masque – uma forma de teatro musical – e o consort eram formas nucleares de entretenimento e socialização para a nobreza da Inglaterra isabelina. Na verdade, vários trabalhos de Shakespeare incluem masques, como Romeu e Julieta, Sonho de Uma Noite de Verão e Henrique VIII, sem mencionar que A Tempestade é toda ela uma masque. Por outro lado, a viola da gamba, refinada e íntima em relação ao violino vulgar, converteu-se no instrumento aristocrático por excelência, e a educação de todo bom cavalheiro inglês exigia as correspondentes lições do instrumento.
Outra parte importante do grande retrato da vida de Umpton é dedicada ao seu funeral, que se realizou numa altura em que surgiu em Inglaterra o «culto à melancolia», descreve Clare Gittings. Nenhuma despesa foi poupada para o funeral e o grande Dowland escreveu para a ocasião a peça que encerrará este concerto. Quando oito anos depois (1604) o músico publicou o seu Lachrimae, ou Sete Lágrimas, verdadeiro resumo musical da fascinação pela tristeza, a homenagem a Umpton foi incluída na publicação. Nesta altura, Dowland já trabalhava para o rei da Dinamarca; um ano antes de Shakespeare ver Hamlet publicado, paradigma do caráter melancólico.


Produção | CCB






28 abril 2019 | 18:00
Sala Luís de Freitas Branco
M/6
Duração estimada 30 min
Enviar a um Amigo