Este evento já decorreu.

C3 - Ensemble e Coro MPMP

À Memória de Camões

Ensemble Coro MPMP

Ensemble Coro MPMP

Joana Seara

Ana Ferro

Pedro Rodrigues

Nuno Dias

Concerto transmitido pela RTP

Seguramente uma das mais belas, notáveis e importantes partituras de missa de exéquias da história da música ocidental, o Requiem de João Domingos Bomtempo foi escrito em 1817, mediando os célebres Requiem de Wolfgang Amadeus Mozart (1791) e de Hector Berlioz (1837). O caso português tem, contudo, uma especial singularidade: foi escrito em memória do poeta Luís de Camões, integrando-se portanto no movimento revivalista desta figura maior da literatura europeia — afinal, no ano anterior, em 1817, publicava-se em França uma edição d’Os Lusíadas que viria a influenciar e a marcar várias gerações de artistas e pensadores empenhados na construção de um Portugal moderno, liberal, rejuvenescido. É esta a obra que o Ensemble MPMP, no seu efetivo coral e orquestral, com mais de 60 músicos em palco, prepara agora para apresentação em 2017 — exatamente 200 anos depois da histórica edição francesa d’Os Lusíadas. A efeméride será assim festejada com uma releitura da partitura por alguns dos mais prestigiados intérpretes da atualidade. Oportunidade para celebrar Camões, para celebrar Bomtempo, para celebrar Portugal e a Lusofonia.

À Memória de Luis Camões

João Domingos Bomtempo Requiem, op. 23, à memória de Luís de Camões


Ensemble e Coro MPMP
Jan Wierzba direção musical

Joana Seara soprano
Ana Ferro meio-soprano
Pedro Rodrigues tenor
Nuno Dias baixo


Produção | CCB

DOCUMENTOS

TEXTO

BIOGRAFIAS

30 abril 2017 | 17:00

M/6
Com lugares marcados
Enviar a um Amigo